NOTÍCIAS

Comportamento do Termoplástico no Processo de Injeção

Na moldagem por injeção, diversas variáveis de processo interferem no bom desempenho do produto final. Os recursos da máquina injetora possibilitam regular algumas destas variáveis, sendo que a fase de recalque tem a maior influência na obtenção das características funcionais ideais para o produto injetado, principalmente no que diz respeito à sua massa e à resistência ao impacto.

As inovações tecnológicas estão cada vez mais presentes nos equipamentos para processamento de polímeros termoplásticos. Durante a transferência do material plástico fundido para as cavidades do molde, o mesmo pode receber diferentes pressões, velocidades e tempos de atuação que interferem diretamente nas propriedades do produto final. Esses parâmetros de injeção são definidos nos mecanismos de comando das máquinas.

Injeção - Também conhecida como filling, caracteriza-se somente no momento de transferência de parte do material pré-dosado para dentro do molde, definindo o preenchimento volumétrico de suas cavidades. Nesta fase tem-se o controle do volume de material a ser transferido para o molde, sendo variáveis a quantidade total de material disponível para ser transferido para o molde, a regulagem das temperaturas e a plastificação do material polimérico.

Compressão - Também chamada de packing, nesta etapa é transferida uma pequena quantidade de material polimérico que auxilia na “pré-compactação” do produto tendo como função principal permitir a passagem do controle de pressão da fase de injeção para a próxima, ou seja, a de recalque. O início da compressão ocorre no momento em que a frente de fluxo atinge o final da cavidade, necessitando-se assim maiores níveis de pressão para que o material continue sua movimentação em direção ao molde.

Recalque - Aplicado para sustentar o retorno do material que já se encontra na cavidade do molde até o congelamento do material derretido e empurrar material adicional para dentro da cavidade durante a sua contração, devendo ocorrer até que o produto, na região do ponto de injeção ou gate, solidifique totalmente. Para melhor visualização do comportamento do material dentro da cavidade do molde gera-se uma curva de pressão da cavidade x tempo. A observação do comportamento do material polimérico dentro da cavidade do molde representa a condição real do produto, ou seja, a visão de como fora transferido o material da unidade de injeção para dentro do molde e quais as propriedades resultantes.

A função de cada fase é adequar a necessidade da fabricação de um produto com suas características intrínsecas durante a fase de resfriamento. A injeção seguida de uma pré-compactação, representada pela fase de compressão, auxilia no preenchimento adequado do produto, enquanto que o recalque estabelece o nível de compensação volumétrica do material que está contraindo.

Fonte: Revista Ferramental

Comportamento do Termoplástico no Processo de Injeção

novasnotícias

VER TODAS NOTÍCIAS

Certificação ISO 9001

CONTINUAR LENDO

Feira Mecânica em São Paulo

CONTINUAR LENDO

Qualidade em Injeção Plástica

CONTINUAR LENDO